Notícias

Lembranças

Aproveitando explicitamente todo o barulho que Robert Pattinson e Crepúsculo causam – inclusive com citação à personagem e ao filme – chega aos cinemas o filme Lembranças.

Quem espera ver o bom vampiro Edward Cullen, porém, fique longe do cinema. No drama Pattinson dá vida ao jovem Tyler Roth, que possui uma relação problemática com o pai Pierce Brosnan (quem diria, hein? De 007 a pai do vampiro brilhante!). O conflito familiar parece atenuar com a chegada de Ally, vivida por Emilie de Ravin, a Claire de Lost. Em resumo, um filme de amorzinho cheio de reviravoltas e com um casal eu cativa público jovem (o combo Lost + Crepúsculo é bem sedutor, não?). Direção de Allen Coultier, conta ainda com Chris Cooper e Lena Olin.


Como treinar seu dragão: novidade da DreamWorks

A novidade da Dreamworks que irá para os cinemas em março é Como treinar seu dragão, baseado no livro infantil de Cressida Cowell. O enredo conta a história do filho de um chefe viking que, para ser iniciado na herarquia da tribo, precisa capturar e matar um dragão. Porém ele acaba encarando – e adotando – um diminuto e desdentado filhote da espécie.

O filme é dirigido por Chris Sanders e Dean DeBlois. As vozes serão de de Jay Baruchel, Gerard Butler, America Ferrera, Craig Ferguson, Jonah Hill, Christopher Mintz-Plasse, Kristen Wiig e T.J. Miller, entre outros.

Veja o trailler:


Me and Orson Welles

Zac Efron parece cada vez mais disposto a abandonar o posto de ídolo teen. Após a saída do elenco de Footloose para a entrada de Chace Crawford, o ator tem se envolvido em produções menos focadas para o público infanto-juvenil.

A nova empreitada a chegar aos cinemas será Me and Orson Welles, do excelente diretor Richard Linklater (já chorei muito com Antes do Pôr-do-Sol e fiquei embasbacado com O Homem Duplo).

Baseado no romance de Robert Kaplow, se passa em torno da formação teatral de Richard Samuels, um jovem de 17 anos, que deseja fazer parte da montagem de Júlio César pelo diretor Orson Welles no Mercury Theater, no ano de 1937 de 30 dos Estados Unidos. O filme conta com o elenco, além de Zac Efron, Claire Danes, Chrsitian McKay (como o próprio Welles) e Ben Chaplin.


O Hobbit

Iam Holm, como o Bilbo da trilogia Senhor dos Anéis

Para quem está ansioso pela estreia do O Hobbit, primeiro uma correção. As estreias de O Hobbit. A obra de J.R.R. Tolkien que antecede as ações de O Senhor dos Anéis, será dividida em dois filmes, com lançamentos previstos, até o momento para 2011 e 2012 (há boatos que afirmam que já está atrasado e que o lançamento do primeiro já foi adiado).

De certo, por enquanto, o fato de o diretor ser Guillermo Del Toro e roteiro do trio de sucesso da trilogia Senhor dos Anéis, Peter Jackson, Fran Walsh e Philippa Boyens. Nomes no elenco, muitos citados como Cate Blanchett (Galadriel), Hugo Weaving (Elrond), Andy Serkis (Gollum), Ian McKellen (Gandalf) repetem seus papéis da trilogia original. Dentre os possíveis novos nomes estão Ron Perlman (Thorin), Doug Jones, e o ex-Peter Parker Tobey Maguire, bastante cotado para Bilbo Baggins.


Leonardo di Caprio estrela filme de Marc Forster

Você deve ter reparado que este é o terceiro texto seguido nosso em que falamos do Leonardo di Caprio. De fato, 2010 é o ano com trabalhos do ator. Neste terceiro trabalho, que chega em maio aos cinemas brasileiros, ele é o protagonista do suspense The Chancellor manuscript, baseado no best-seller homônimo de Robert Ludlum, criador da série Bourne.

Di Caprio vive Peter Chancellor, escritor que trabalha em uma obra sobre pessoas influentes em Washington sendo chantageadas com informações conseguidas por agências de inteligência. Mas quando suas palavras começam a se mostrar mais reais do que ele imagina, o escritor começa a correr perigo. Um grupo de poderosos consegue um manuscrito e acredita que o escritor deseja denuncia-los, partindo assim para sua perseguição.

O destaque é que Leonardo di Caprio não somente atuará, mas como também será produtor da trama, ao lado de Douglas Wick. Marc Forster, diretor de 007: Quantum of Solace, será o diretor.


Lanterna Verde

Ryan Reynolds está em alta no mundo dos super-heróis. Sucesso como Deadpool, no fraco filme de Wolverine, em 2011, poderá ser visto na pele do Lanterna Verde.

O filme, com direção do Martin Campbell, responsável por Cassino Royale, contará a origem do Lanterna e como Hal Jordan, o homem por trás da máscara, ganhou o anel que lhe confere os poderes.

Com muita ação e diversas cenas ambientadas no espaço, o filme conta já com nomes como Peter Saarsgard(Hector Hammond) e Blake Lively (Carol Ferris) no elenco e também Mark Strong, recentemente visto na pele do vilão Lord Blackwood de Sherlock Holmes, como Sinestro.

Sabe de mais alguma novidade? Deixa ai nos comentários!


Ilha do Medo: o novo de Scorsese

Em março, estreia por aqui o novo trabalho de Martin Scorsese: Shutter Island, que no Brasil terá o título de Ilha do Medo. O filme, que traz pela quarta vez Leonardo di Caprio no elenco de uma produção do diretor, traz a história de uma dupla de agentes federais investiga o desaparecimento de uma assassina que estava hospitalizada. Ao viajarem para a ilha, localizada em Massachusetts, para cuidar do caso, eles enfrentam desde uma rebelião de presos a um furacão, ficando presos no local e emaranhados numa rede de intrigas.

O enredo é baseado no romance de Denis Lehane, e é o terceiro livro do escritor adaptado para o cinema, depois de Sobre Meninos e Lobos (Mystic River) e Medo da Verdade (Gone Baby Gone). O elenco ainda conta com Mark Ruffalo, Ben Kingsley, Emily Mortimer, Michelle Williams, Max von Sydow e Jackie Earle Hale.

Veja o trailler:


Percy Jackson – o ladrão de raios

Harry Potter e Edward Cullen, cada um a seu momento foi o grande astro no coração das teens dos anos 2000. O primeiro foi o bruxinho inglês, que ainda leva milhares de espectadores aos cinemas. O fenômeno seguinte veio com os vampiros da série Crepúsculo, no auge no momento. Entretanto, uma estreia promete agitar esse mercado: Percy Jackson – o ladrão de raios.

Inspirado nos livros de Rick Riordan, contam a vida de Percy, garoto expulso de diversas escolas e que descobre ser filho de Poseidon, ou seja, um semideus. A partir disso, o garoto se envolve numa missão de resgate de sua mãe e para devolver a Zeus seus raios.

O elenco, além do jovem Logan Lerman como o protagonista, um grande elenco, digno de olimpianos com Sean Bean, Pierce Brosnan, Uma Thurman, Rosário Dawson, entre outros. O filme chega ao Brasil no próximo dia 12 de fevereiro, em estreia mundial.


Inception: a volta de Christopher Nolan

O grande diretor de The Dark Knight está de volta. Christopher Nolan está produzindo Inception, filme que ainda é um mistério para muita gente. O diretor tenta manter o máximo de informações sobre o filme em segredo, mas algumas já vazaram por aí.

O filme se passa em um mundo onde pessoas podem entrar nos sonhos de outras através de uma injeção na corrente sanguínea. Cobb, o personagem principal, é um típico executivo que entra ilegalmente nos sonhos das pessoas para extrair ou implantar informações. A equipe de Cobb inclusive entra no sonho de um cara em um avião. Eles são compostos por Arthur, Eames e Ariadne, uma jovem estudante de faculdade que é considerada uma “arquiteta”.

Fischer é outro executivo que logo será presidente em uma companhia e a equipe de Cobb é responsável por implantar algumas idéias na mente dele para forçá-lo a unir as duas. O vilão é Saito, que chantagea Cobb. O elenco tem os nomes de Leonardo DiCaprio, Marion Cotillard, Cillian Murphy, Ellen Page, Joseph Gordon-Levitt, Ken Watanabe, Tom Hardy, Michael Caine e Dileep Rao. A estreia ocorre em 16 de julho de 2010.

Gostaram do mistério? No site oficial do filme, você cai em um labirinto que, ao passar, recebe mais informações sobre a produção. No mínimo, instigante. E já me deixou com vontade de assistir!

Segue o trailer:


Kill Bill 3 – a saga continua

Para quem acha que Tarantino só pensou em Bastardos Inglórios nos últimos tempos, está enganado. A saga Kill Bill está começando a tomar forma para suas continuações. O cineasta começou a escrever o roteiro do terceiro volume da série, e já contatou Uma Thurman para o filme. Os planos de Quentin são filmar duas continuações da saga na China, com previsão.

Uma no terceiro filme irá à caça daqueles que tentaram matá-la logo após sua saída do Esquadrão Assassino de Víboras Mortais, comandado por Bill. Além disso, o filme contará a história da vingança dos dois assassinos que tiveram os olhos destroçados a machadadas pela noiva Thurman. Já Kill 4 será sobre a revolta das filhas que vêem a morte da mãe.

Ficam algumas dúvidas: como Tarantino resolverá o problema do título sem Bill na história? Qual destino a história terá? Teremos de aguardar até 2014, ano de previsão de lançamento do filme, dez anos após o segundo, para descobrir.


Os melhores de 2009

Essa coisa de escolher os melhores de qualquer coisa é sempre um desafio. As chances de excluir alguma coisa ou de desagradar muito alguém são quase de 100%. Ainda assim, eu e a @cassita, tão responsável por isso aqui quanto eu, decidimos fazer uma retrospectiva. Foi um ano de mudanças pro blog.

Saímos do blogspot e viemos pra cá, pro wordpress. Além disso, de blog do eu sozinho, virou o nosso blog. Quase diariamente o discutimos. Se não são pautas (que temos autonomia bem grande pra isso) são idéias, projetos, sonhos. Aos pouquinhos vamos implantando uma coisa aqui, outra acolá. Sem transformações bruscas, porém, sempre com uma novidade, uma maneira de deixar o blog mais completo.

E o conteúdo dele, a grande estrela, cresceu bastante. Temos uma maior quantidade de posts, mais informações buscadas, mais críticas. E por isso mesmo, selecionamos os nossos melhores de 2009. Milhares de filmes foram lançados. Nem todos foram assistidos. Aqui listaremos aqueles que vimos, elogiamos e recomendamos. O risco de excluir algum grande filme é enorme. Mas listas são listas. Se discordou, coloca nos comentários sua sugestão.. Mas sem mais, vamos a eles.

Avatar
Uau! James Cameron prometeu uma revolução com 3D e cumpriu. Avatar utiliza essa ferramenta tão falada em 2009 de uma maneira extremamente envolvente. Pandora, totalmente criada pelo diretor é de um realismo impressionante e as expressões do elenco, especialmente Sam Worthington, Zoe Saldana e a incrível Sigourney Wayver. Apesar de não ser a história mais criativa do mundo, Avatar convence e envolve o público da realidade de pandora e dos Na´vi como nunca antes visto.

Apenas o Fim
“Apenas o fim” traz uma cara nova para o cinema brasileiro: após a quase esgotada fórmula favela-polícia-Rio de Janeiro, o cineasta resolveu abordar um tema universal que se passa aqui, com um casal que poderia estar em qualquer lugar do planeta. O filme é leve, gostoso de assistir e perfeito para os casais de jovens namorados que buscam uma diversão a dois. Mas também é um filme ótimo parar se ver mesmo estando solteiro, porque afinal de contas, uma história de amor bonitinha sempre merece ser apreciada. Além disso, é uma ótima maneira de incentivar o cinema brasileiro a produzir cada vez mais material diversificado e fazer a produção nacional crescer.

Bastardos Inglórios
O novo Tarantino. Isso por si só já seria razão o bastante para ser um dos melhores filmes da temporada. Mas o diretor, mesmo não tendo feito seu melhor filme (ainda fico com Pulp Fiction e Kill Bill), produziu uma obra com seu habitual senso de humor, um Brad Pitt ainda carregado no estereóptipo mas absurdamente engraçado e, uma de suas obras-primas: o coronel nazista Hans Landa, vivido magistralmente por Christoph Waltz.

Up
Pixar já cansou de provar que sabe fazer animação. A cada obra, um novo desafio superado. Já provou também que animação não é apenas coisa de criança. E Up assina embaixo disso tudo com o inovador protagonista idoso que quer levar sua casa amarrada em balões de hélio para a maior aventura de sua vida. Personagens esféricos, momentos extremamente emocionantes e risada fácil, Up ainda contou no Brasil com o talento de Chico Anysio no papel do protagonista.

Anticristo
Lars Von Trier não é para as massas. Filmes difíceis, sofridos, truncados. Encarar uma obra dele no cinema é no mínimo, desafiador. Com Anticristo, a coisa não é diferente. Todo cheio de metáforas e cenas extremamente chocantes, o filme ainda assim impressiona pela sua beleza e o realismo de suas atuações. Willem Dafoe dá um show como o marido/psicólogo que sofre nas mãos da mulher.


Avatar e as referências de Cameron

Avatar já é uma sensação. Cameron conseguiu agitar o mundo cinematográfico no final de 2009 com sua mega produção inovadora e cheia de referências. Referências? Ou inspirações?

Começando pela história de amor. Romances entre espécies diferentes foram muito explorados no Jornada das Estrelas: a série ficou especialista em criar histórias de amor entre vulcanos, humanos, orianos, klingons… Aqui dá pra conhecer um pouco melhor os relacionamentos que aconteceram em todas as versões da série.

Na parte gráfica, com toda a inovação que Cameron conseguiu trazer, não podemos deixar de citar sua busca pela melhor maneira de mostrar como é Pandora. Para isso, ele buscou ajuda de um dos melhores estúdios 3D do mundo, a WETA,responsável pela criação de Gollum, de Senhor dos Anéis. A personagem, na época, foi uma novidade no mundo da caracterização de personagens no cinema, uma vez que ele foi criado a partir da interpretação do ator Andy Serkis. E este era o objetivo de Cameron em Avatar.

O diretor contou em entrevista ao G1 que uma de suas referências pessoais são os filmes de Ray Harryhausen, um dos principais técnicos de animação da história do cinema. Além disso, este portal português fala que ele que faz alusão indireta à Guerra do Vietnã, aos ataques de 11 de setembro, à maneira que tratamos o ambiente e ao sentimento de pertencer a uma comunidade.

Outra referência percebida é a alusão à Fern Gully. Alguns dizem até que é plágio. Mas histórias de amor são tão inovadoras e diferentes assim? O vídeo abaixo faz um mashup dos traillers dos dois filmes. Confira e tire as dúvidas por você mesmo:

Diversos boatos estão rolando pela internet de mil filmes e quadrinhos no qual Cameron teria se inspirado e feito um possível plágio. Mas de boatos a internet está cheia, não é mesmo? Enquanto os boatos rolam, prefiro me preparar para ver o filme em Imax.


Burton e Depp – agora nas sombras

A onda de filmes de vampiros parece que não tem fim. Depois do estrondoso sucesso de Crespúsculo e Lua Nova entre os adolescentes, parece que tem gente muito bacana que ficou interessada na  temática. Ninguém menos que a dupla Tim Burton e Johnny Depp está preparando um projeto para 2011 denominado “Dark Shadows”.

Graham King e John August estão em fase de elaboração do roteiro, para começar as gravações no segundo semestre do ano que vem. O projeto é a adaptação de uma série de TV de mesmo nome, que fez sucesso enos anos 60/70. Além de vampiros, a série era recheada de elementos góticos e obscuros. O diretor apenas aguarda o final das gravações de Alice para se dedicar a este projeto. E Johnny Depp está ansioso para fazer Barnabas Collins, o vampiro da série, personagem pelo qual ele é aficcionado desde criança.

Sou suspetíssima para falar, mas a combinação soa perfeita. Tim Burton fazendo filmes com aura obscura, Johnny Depp em um dos papéis principais e John August no roteiro – ele quem escreveu “Peixe Grande”, “Noiva Cadáver” e “A Fantástica Fábrica de Chocolate”. Agora é aguardar… de maneira especial, já que tem Alice no meio do caminho. A dupla como sempre promete!


O glamour das passarelas agora na telona

A Single Man

Seria impossível para o filme de estreia de um estilista não estarem todos maravilhosos, né? =)

2009 está no fim, mas ainda tem filme dando o que falar nos bastidores do mundo do cinema. “A Single Man” chegou esta semana às salas de cinema dos Estados Unidos, levando personalidades como ninguém menos que Madonna para conferir o filme. A estreia do estilista Tom Ford como diretor trata da história de um professor que perde seu companheiro em um acidente, e seu luto e desejo de morrer são contados em um dia de sua vida.

O filme é protagonizado por Colin Firth (o eterno Mr. Darcy… ai ai… ele é tão tudo que já até foi tema de post único aqui), exibido primeiramente no Festival de Cinema de Veneza. O sucesso deu ao diretor estreante diretor o Leão Gay 2009 de melhor filme de temática homossexual. O filme foi recebido com aplausos na exibição e com grande ovação no começo da entrevista coletiva de apresentação, onde grande parte das perguntas foi sobre a temática gay e as intenções do diretor de dar voz a este grupo.

Tom Ford, porém, disse que o enredo não é sobre ser ou não gay, mas “sobre um homem que perdeu o amor” e “sobre personagens humanos”, independentemente de sua condição sexual. “É um poema sobre um homem que acredita que está no último dia de sua vida”, acrescentou o diretor sobre seu filme. Rezam as lendas que é o novo “Brokeback montain”. O filme não tem previsão de passar aqui no Brasil, o que é uma pena… Mas aguardemos. Por enquanto, segue o trailler:


This. is. it.

michaeljacksonthisisit

Na próxima semana, estreia um dos filmes/documentários mais aguardados do ano, e também um dos prováveis recordes de pouca duração no circuito. E se você não sabe do que estou falando, cuidado para não ter de esperar até o lançamento do DVD.

É, com os ingressos vendendo rapidamente para as duas semanas de exibição, This is it, o documentário sobre a última turnê de Michael Jackson chega às telonas, com imagens dos ensaios dos shows que o astro da música pop faria em Londres. Esta semana, a venda esgotou para mais de 1600 salas ao redor do mundo, na pré-venda online. E de acordo com a Sony, foram 4200 aqui no Brasil.

Algumas imagens do filme foram veiculadas logo após a morte do cantor, em um ensaio de They don’t really care about us. O ensaio incluiu bailarinos, músicos e artistas performáticos, além de um número em que Jackson seria suspenso e um outro com imagens em 3D da mansão assombrada de “Thriller”. São quase 2 minutos de imagens em alta definição, que foram muito bem recebidos muito bem pela crítica.

“Poor Michael, they don’t really care about you…”

O trailer oficial do filme foi lançado no MTV Video Music Awards de 2009. Também houve um tributo realizado por dançarinos contratados para a This Is It Tour, Janet Jackson e Madonna, pra mim, o único momento da premiação que realmente valeu a pena.

Dei uma pesquisada, e parece que ainda tem ingresso. Ainda não tem o seu? Hora do serviço: entre aqui e veja se a sala de sua preferência ainda tem um espaço pra você. E bom filme! ;)


Robin Hood

robin_hood_russell_crowe

Olhe bem atentamente para a imagem acima. Te convenceu ver Russell Crowe como Robin Hood? Bom, a mim nadinha. Tiozão demais, bochechas demais, cabelo branco demais. Algo nessa imagem não está certo. Mas ainda assim, vai sair Robin Hood, de Ridley Scott em maio do ano que vem.

Na trama, Hood retorna para Nottingham e a cidade está totalmente corrompida desde que o Príncipe John assumiu o poder. Além de Crowe, a trama conta ainda com um grande elenco com Cate Blanchett, Mark Strong, Kevin Durand, William Hurt e Vanessa Redgrave. Nas palavras do amigo @luizcitton, “Jude Law talvez me convencesse. Ou Orlando Bloom. ou até Johnny Depp. Alguém magro, com cara de subversivo, rebelde o que fosse”. Talvez ele funcione numa Sessão da Tarde. Ou nem isso…


Matadores de Vampiras Lésbicas

matadores

A escolha do título de um filme ajuda e muito na decisão sobre assistir ou não. Títulos nonsense, desde que caibam na obra, se enquadram na categoria dos que atraem, pelo menos para descobrir mais sobre a obra em si. É esse o caso de Matadores de Vampiras Lésbicas. Com direção de Phil Claydon, o filme reúne comédia, terror e suspense na história de Fletch e Jimmy, amigos que decidem passar um fim de semana em um vilarejop calmo para esquecer os problemas (Fletch perdeu o emprego e Jimmy a namorada).

Entretanto, os dois acabam em um vilarejo povoado por Vampiras Lésbicas! Sim, exatamente isso. Um grupo de vampiras sedentas por sangue (e só no caso deles, afinal são lésbicas) lideradas por Camilla. Tosco? Ao extremo. Talvez por isso mesmo engraçado. E para coroar, na versão nacional, Fletch é dublado por ninguém menos que João Gordo.


500 Days of Summer

500days

“O filme a seguir é uma história de ficção. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência. Especialmente você Jenny Beckman. Vaca”. Abertura de 500 Days of Summer

Cheguei a 500 Days of Summer via @andreahiranaka, que fez um post sobre ele e seu trailer-vídeo musical. Fui atrás e não é que gostei dele? Em linhas gerais: o criador de cartões comemorativos Tom (Joseph Gordon-Levitt) se apaixona por Summer (a fofa Zooey Deschanel). O problema é: ela não acredita em amor. A missão de Tom é reverter essa crença durante os 500 dias do título. Em resumo, um filme meloso com dois atores fofos.

O diferencial que tem chamado a atenção, porém, é a presença da música no projeto. Para explicar, basta citar o nome de Marc Webb, responsável por centenas de clips de artistas como Fergie, Regina Spektor, Weezer, entre outros. O resultado é um filme ágil, com cortes à la videoclipes e uma trilha sonora incrível, que terá, além de Spektor, Feist, The Smiths, Doves, Wolfmother e Black Lips.


Law Abiding Citizen

law-abiding-citizen-poster-6

Gerard Butler, definitivamente, está com tudo. Seu ar de machão agrada tanto público interessado em pancadaria (300), em piadas de borracharia (A Verdade Nua e Crua), e também naqueles que querem ver um machão sendo fofinho (P.S. Eu Te Amo).

Dessa vez, o astro é Clyde Shelton, um homem que tem a mulher e a filha assassinadas brutalmente em Law Abiding Citizen. Após descobrir que os assassinos serão soltos por um acordo feito com o promotor público Nick Rice (Jamie Foxx), Sheldon parte em busca de vingança contra ele, uma espécie de justiceiro urbano.

O filme, com direção de F. Gary Gray, tem ainda no elenco Michael Gambon, Leslie Bibb, Colm Meaneye e Theresa Randle. A estreia no Brasil está prevista para maio do próximo ano.


Smurfs

the-smurfs-movie-poster

Criança da década de 80, assistir Smurfs era parte das minhas manhãs. Em 1987 todo o meu aniversário teve esse tema. Por isso, a informação de que Papai Smurf, Smurfette, Gargamel chegariam aos cinemas pelas mãos da Sony só me deixou feliz. E com certeza, muito mais gente.

Mas calma, os pequeninos seres azuis só chegarão aos cinemas no verão americano de 2011, concorrendo com Capitão América, que chega uma semana antes. The Smurfs, que será lançado em 2D e 3D, possui direção de Raja Gosnell (que já fez Scooby Doo) e roteiro de J. David Stem, David N. Weiss e Audrey Wells. A história será focada na origem dos Smurfs e de Gargamel, personagens de Pierre “Peyo” Culliford, que lançou as personagens em 1958.

Já estou pulando na cadeira de ansiedade, e você?


A Princesa e o Sapo

princess-the-frog_teaser-poster_99089crop-2

O Cinema de Animação 3D é um sucesso e uma realidade. Entretanto, negar a importância que o 2D tem para essa indústria é bobagem. Historicamente, garndes sucessos foram feitos em 2D como Branca de Neve e os Sete Anões, A Bela e a Fera e Aladdin, para ficar nos meus clássicos favoritos. Para esse público cativo, a Disney chega aos cinemas com A Princesa e o Sapo.

O filme, todo desenvolvido com a marca Disney – o que inclui bichos falantes, personagens bonachões e vilões malignos – conta a história de Tiana, uma americana negra em Nova Orleans que conhece um sapo falante. Uma inovação, porém, que tem chamado a atenção é o fato de Tiana ser negra e a ambientação em Nova Orleans, cidade devastada pelo Katrina. Essa seria supostamente a maneira encontrada pela Disney de ajudar a cidade, tornando a mais conhecida mundialmente. No elenco de dublagem original, nomes como Terrence Howard, John Goodman, Oprah Winfrey e Anika Noni Rose, no papel principal. A estreia prevista é para o início das férias escolares, em 11 de dezembro.


Julie & Julia

Tem como não gostar de Meryl Streep? Difícil, bem difícil. Conheci a atriz no filme A Casa dos Espíritos, no papel da sensitiva Clara. Pronto, amor eterno. O ápice desse amor veio não com um, mais dois filmes. O Diabo Veste Prada e Mamma Mia! (fã assumido de ABBA, não tinha como). Assim, o novo filme da atriz, Julie & Julia, não pode passar em branco.

O filme conta em paralelo as vidas de duas mulheres ligadas à culinária: Julia Child, que chega na França e descobre as maravilhas da culinária daquele pais em plena década de 40 e Julie Powell, nos dias atuais, casada, entediada, que decide criar um blog para preparar as 524 receitas de Mastering the Art os Frech Cooking, referência francesa em culinária, traduzida nos Estados Unidos por Julia Child!

Além de Streep no papel de Julia, o filme ainda conta com Amy Adams, de Encantada, e parceira de Meryl Streep em Dúvida. Uma ótima dupla que promete um filme leve e divertido. E que também levanta a dúvida: será essa a indicação de Meryl Streep ao Oscar ano que vem? A se esperar.


Novidades no Amor

novidades no amorMulher mais velha + homem mais novo = comédia romântica. A fórmula é a mesma. O que mudam são as variáveis. E dessa vez temos Catherine Zeta-Jones e Justin Bartha, no filme Novidades no Amor.

Dirigido por Bart Freundlich, o filme conta a história de Sandy, que descobriu a traição de seu marido e se muda para NY. Em sua nova vida, ela contrata o jovem Aram para ser babá de seus dois filhos e, o que seria uma relação profissional, acaba indo além e virando um envolvimento amoroso. O filme em si, nada demais. O que me atrai nele, porém, é a oportunidade de ver novamente Catherine Zeta-Jones em comédia romântica (adorei seu papel em Sem Reservas, em dobradinha com Aaron Eackhart). Novidades no Amor estreia no próximo dia 16.


Dorian Gray

doriangray_01

Dorian Gray, de Oscar Wilde, já foi protagonista de uma série de filmes. O personagem, que faz um pacto pela juventude eterna enquanto um quadro seu definha de acordo com a sua real idade, já foi desde protagonista até coadjuvantes em obras como o fraco A Liga Extraordinária.  E para manter a tradição – e colocar mais um jovem no papel – Oliver Parker dirigiu essa nova adaptação.

A estrela é o jovem Ben Barnes, conhecido pelo papel do Príncipe Caspian de Crônicas de Narnia. Ao seu lado, o meu top britânico Colin Firth, como o Lorde Henry Wotton, aristocrata responsável por corromper Gray. O elenco conta ainda com Rebecca Hall, Fiona Shaw e Bem Chaplin. No Brasil, o filme não tem previsão de estreia.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.