Lua de Cristal

“Tudo que eu quiser, o cara lá de cima vai me dar”. Pronto. Conhecendo minimamente o público do Hipotermia, tenho certeza que as pessoas ou cantarolaram ou estão com a música na cabeça agora. E a imagem da Xuxa também. E é esse meu oitavo lugar nos top filmes de vida: Lua de Cristal.


Lançado em 1990, o conto de fadas é a história de Maria, menina do interior que vai morar com a tia para realizar seu sonho de ser cantora. No caminho, a protagonista tem que enfrentar seus primos vilões Mauricinho e Cidinha. Mas conta com o apoio de Bob, seu príncipe encantado e dos novos amigos.

Maniqueísta do início ao fim, atuações ruins até não poder mais, direção de Tizuka Yamazaki bem sofrível. Mas ainda assim o impacto é inevitável. Ver a então rainha dos Baixinhos lutando pelo que quer, na cabeça de uma criança de menos de dez anos é bastante envolvente.

E toda essa história atraiu bastante gente. Lua de Cristal chegou a marca de quase cinco milhões de espectadores, alcançando o sétimo lugar na bilheteria nacional – para ter uma comparação, o Fenômeno Tropa de Elite não chegou a três milhões. E sempre que novamente assistido, um pouco daquilo que se passava na cabeça de criança passa novamente: uma ingenuidade e uma crença na bondade acima de tudo.

2 responses

  1. Amanda

    O Xuxa contra o baixo astral é beeeem melhor, tá? hehehehe

    02/05/2008 às 10:11 PM

  2. Felipe

    Eu tenho medo da Xuxa… Juro!

    05/05/2008 às 3:50 PM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s