Tim Burton ataca novamente

Ele colocou seu lado sombrio em obras obviamente sombrias, como Edward, em clássicos, como Batman, em filmes coloridinhos e fofos, vide seu excelente Charlie and the Chocolate Factory e até no divertido musical Swenney Todd. Mas agora Tim Burton promete mexer com um clássico literário: Lewis Carroll.

Alice no País das maravilhas é reconhecidamente a obra mais famosa do autor que nos últimos tempos tem sido identificado por atos supostamente pedófilos. Nada que ofusque uma obra genial, completamente nonsense, que não poderia cair em mãos melhores – ok, pensando bem, talvez David Lynch fizesse um bom filme. Por agora o mundo só sabe isso, a cara da futura Alice, a jovem Mia Wasikowska, que sua técnica será a mesma de captação de atores usada em Beowulf, sua estréia prevista para 2010. E só. O que fará Johnny Depp nesse filme? E sua esposa, a talentosa Helena Bonham Carter? A esperar. Ansiosamente, mas a esperar.

One response

  1. Pingback: Crítica – Alice no País das Maravilhas « Além da Ficha Técnica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s