Piaf assombra Chanel

coco-avant-chanel-004

A personalidade dura da estilista Coco Chanel é de conhecimento público. Bastante rígida, a francesa mudou os rumos da moda mundial, tornando as vestimentas femininas mais práticas, sóbrias e clássicas. Nada mais natural que um blockbuster buscasse retratar um pouco dessa vida.

Anne Fontaine, porém, decidiu dirigir uma obra um pouco diferente disso e retratar uma Chanel antes de ser Coco, quando ainda era Gabrielle (seu verdadeiro nome). O resultado, porém, deixou bastante a desejar, especialmente graças a uma outra francesa: Edith Piaf.

As claras semelhanças entre as duas francesas (infância pobre, cantora de cabaré, perda do grande amor, entre outras) levam a uma inevitável comparação entre as duas obras. Mas vamos às lutas uma a uma:

– Sofrimento: claramente Piaf sofreu mais que Chanel, se analisarmos apenas as obras cinematográficas. E quer queira, quer não, sofrimento de protagonista cativa o público. Assim, a leve e espertinha Gabrielle não envolve o público.

– Grande amor: Marcel amou Piaf. Boy amou Chanel. O sofrimento da perda de Marcel deixou Piaf enlouquecida. O sofrimento da perda de Boy deixou Chanel amarga. Mais uma vez o drama leva a melhor.

– Atuação: Marion Cottilard foi, no mínimo, genial, em sua interpretação de Piaf. Caracterização impecável. Uma entrega a um papel poucas vezes vista. Já Audrey Tautou tinha a seu favor, certa semelhança com Chanel. E ainda assim, sua eterna expressão Amélie Poulain estava lá. E a resposta está óbvia.

Chanel tem, a seu favor, um elenco bem competente (Benoit Poelvoorde, Alessandro Nivola e Emmanuelle Devos seguram o filme), uma reconstrução de época impecável (a cena da praia é uma aula de costumes históricos) e uma deslumbrante cena final (que pode interferir no julgamento da obra). Mas ainda assim é inferior. Para quem esperava encontrar uma grande obra, como eu esperava, uma pontada de decepção e um sorriso amarelo na saída da sessão.

2 responses

  1. Nina

    Não assistir Coco, mas tenho o filme de Piaf e para mim, não existe nada igual, é fantastic, maravilhoso, emocionante e lágrimas e lágrimas…

    15/03/2010 às 9:10 PM

  2. ♥♥♥

    08/06/2010 às 12:16 PM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s