Soul Kitchen

De vez em quando, você passa pelo cinema e vê um cartaz de um filme que não sabe absolutamente nada. Nesses casos ou acaba sendo uma ótima surpresa ou então uma decepção. Com Soul Kitchen, minha experiência terminou na primeira alternativa.

O filme, uma comédia alemã, centra na vida do grego Zinos, que possui um restaurante em Hamburgo. Sua namorada, Nadine, está as vésperas de viajar para Xangai e Zinos ficará no país. Ao redor dele gravitam os garçons de seu restaurante Lucia e Lutz, o marinheiro Sokrates, seu amigo de infância e especulador imobiliário Neumann, o chef de cozinha Shayn e seu irmão Illias, em regime de prisão semi-aberto.

Em torno desse eixo, Zinos começa a prosperar seu restaurante, o que desagrada Neumann, que pretende comprar o imóvel. Além disso, o dono do restaurante pretende juntar dinheiro para encontrar sua amada em Xangai.

E é em torno dessas situações que, graças ao roteiro do protagonista Adam Bousdoukos e do também diretor Fatih Akin, Zinos vai vendo todos os seus planos dando errado.

Uma sucessão de incidentes, como a coluna travada do protagonista, acaba por criar uma série de situações hilárias. O humor do filme, porém, oscila um pouco demais, indo de situações bastante sutis até duas cenas em especial que poderiam ser apenas insinuadas sem ser explícitas como são. E a crítica aqui está sem puritanismo algum, apenas destoam do restante da obra.

O elenco, encabeçado pelos irmãos no filme Adam Bousdoukos e Moritz Bleibtreu, está perfeitamente dirigido e, cada uma das personagens harmoniza muito bem com a construção do filme, evitando personagens supérfluas.

Aspectos técnicos a parte, Soul Kitchen é daquelas comédias de situação que por vezes beira o absurdo mas que por isso mesmo provoca o riso constante em quem assiste. Uma filme para sair com a barriga doendo de tanto rir. A ótima surpresa da temporada.

One response

  1. Van

    Ainda não assisti a esse filme, mas só pelo elenco, e pela sensação desse humor peculiar e delicioso da Alemanha, sinto que é uma escolha certa de entretenimento e qualidade. Segue bastante a linha do protagonista de outro filme baseado em um conto tradicional alemão: Herr Lehmann.

    31/03/2010 às 11:14 AM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s