Especial Alice – A dupla Tim Burton e Johnny Depp

Parceria de sucesso. De maneira extremamente simplificada podemos definir assim a relação entre Johnny Depp e Tim Burton. Pensar em filme do diretor é pensar em algum papel excêntrico que caberia com perfeição Depp. Ao todo, já são sete filmes e, apesar da eterna ameaça de acabar a parceria, a sintonia entre os dois é tão impecável que é praticamente impossível pensar em outro ator para os papéis.

O primeiro trabalho da dupla é Edward Mãos de Tesoura, uma bela fábula com o jovem criado com mãos de tesoura que se apaixona e modifica toda a vida de uma família e revoluciona uma cidade. Um filme bonito, e o lado sombrio de Burton é atenuado pela extrema bondade de seu protagonista.

No trabalho seguinte, Depp viveu Ed Wood, considerado o pior diretor de todos os tempos. Aprofundando na atmosfera de Burton A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça traz Depp como o detetive adepto de uma série de métodos científicos responsável por investigar um misterioso decapitador.

No projeto seguinte, o que predominou foram as cores. Burton entregou para o ator ninguém menos do que Willy Wonka, o dono da Fantástica Fábrica de Chocolates. Um filme de uma beleza visual sem comparação até o momento nos trabalhos da dupla.

Apesar de não vermos Depp, ele está lá. Trata-se de A Noiva Cadáver, filme de animação, sobre Victor que se casa por engano com um cadáver e entra em contato com as estranhices do universo dos mortos. Da animação para a música. Sweeney Todd é um filme musical sobre um barbeiro que descobre junto com a Sra. Lovett, uma maneira diferente de fazer tortas.

Por fim, chega aos cinemas a mais recente parceria. Em Alice no País das Maravilhas, coube a Depp o papel masculino mais importante, o do Chapeleiro Louco. O eu esperar? As cores de Willy Wonka associada a um pouco da loucura de cada uma das personagens anteriores da dupla.

3 responses

  1. cinebuteco

    Da parceria, o filme que mais gosto é Edward Mãos de Tesoura, mas creio que Alice vai superar minhas expectativas😀

    16/04/2010 às 12:31 PM

  2. Acho fantásticas as transformações do Johnny Depp para que ele crie seus personagens. Nos filmes do Tim Burton isso fica ainda mais evidente!
    Agora, resta esperar pelo Chapeleiro Maluco!

    17/04/2010 às 10:26 PM

  3. Pingback: Especial Alice – Tim Burton « Além da Ficha Técnica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s